Publicada em 16 de Dezembro de 2013 - 10h 30m
Inaugurado Centro Vocacional Tecnológico de Barra Mansa
Escola terá capacidade de formar 2600 profissionais por ano na área de metalmecânica

Foi inaugurado, na sexta-feira, dia 13, o Centro Vocacional Tecnológico de Barra Mansa (CVT). . A escola terá capacidade para formar cerca de 2.600 profissionais por ano na área metalmecânica, que abrange atividades de fundição, usinagem e solda, além de 16 cursos de qualificação profissional.

 Participaram da cerimônia o prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins, ao lado do governador Sérgio Cabral, do vice-governador Luiz Fernando Pezão e do secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Gustavo Tutuca, além de deputados estaduais e secretários municipais. Foram investidos R$ 5,8 milhões na 38ª unidade do CVT, que é a maior do estado, segundo Tutuca

 “Este CVT está estrategicamente localizado entre os municípios de Barra Mansa e Volta Redonda. Temos aqui ao lado, a Saint Gobain e muito próximo, no município vizinho, a CSN. Essa unidade tem um dos melhores laboratórios de todas as unidades, com instalações modernas, de primeiro mundo, montados com investimentos da Faperj”, disse o secretário de Ciência e Tecnologia.

 O presidente da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), Celso Pansera, anunciou ainda que os alunos que vão cursar o Ensino Médio a partir do próximo ano, no Colégio Estadual Baldomero Barbará, poderão estudar em contra turno na unidade.

 Durante o evento, o governador garantiu a vinda da Faeterj (Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio) para o município. “O Jonas foi muitas vezes ao meu gabinete e pediu tanto, que não havia como negar. Ao lado do CVT, vamos construir a primeira unidade de Ensino Superior gratuito em Barra Mansa. Entregaremos a obra ainda no primeiro semestre de 2014”, anunciou Cabral.

 

Mais novidades – Além de uma unidade da Faeterj, durante a cerimônia mais novidades foram divulgadas. O secretário estadual de Obras, Hudson Braga, Sérgio Cabral, Pezão e Jonas Marins assinaram o convênio ‘Somando Forças’. O documento prevê repasse de R$ 12,9 milhões para obra de contenção no bairro Boa Vista II, que sofreu com as chuvas no início do ano, e a compra do terreno da antiga Edimetal, que será transformada em um polo industrial ou pode abrigar, ainda, uma grande empresa.

Comentários (Facebook)
Comentários (Site)
0 comentário(s)
Sem comentários postados
Comentar
* Nome:
* E-mail:
* Comentário:
Declaro expressamente que sou responsável pelo comentário. 
* Digite o código ao lado:
Tags
Enquete
Que horário você ouve a COMÉRCIO?
Manhã
Tarde
Noite