Publicada em 16 de Fevereiro de 2017 - 10h 0m
Light nega ligação de energia elétrica e inauguração de creche é cancelada
A prefeitura de Barra Mansa cancelou a inauguração da Creche Divino Espírito Santo, no bairro Água Comprida

Concessionária nega ligação de energia em creche alegando que o município possui dívida de R$ 5 milhões; município ingressa com ação na Justiça e obtém decisão liminar, proferida pelo Juiz Antônio Augusto Balieiro, da 4ª Vara Cível da Comarca de Barra Mansa, determinando que a concessionária procedesse ao fornecimento da energia no prazo de 24 horas; intimada da decisão no dia 13/02/2017, a concessionária ainda não cumpriu a determinação judicial deixando mais de 30 crianças sem aula por falta de energia elétrica

 

A prefeitura de Barra Mansa cancelou a inauguração da Creche Divino Espírito Santo, no bairro Água Comprida, que aconteceria nesta quinta-feira, dia 16, às 9 horas. Motivo: a Light não atendeu uma liminar obtida pela prefeitura na Justiça, que obrigava a concessionária a ligar o ponto de energia elétrica na unidade escolar. A Light alega que, uma dívida de mais de R$ 5 milhões, deixada pelo governo anterior, precisaria ser quitada. Apesar da crise financeira e as dívidas deixadas pelo ex-prefeito, o prefeito Rodrigo Drable e a secretária de Educação, Flávia Sampaio conseguiram preparar a creche para ser inaugurada e atender com mais conforto e qualidade as cerca de 30 crianças da antiga unidade Espaço do Saber. A decisão liminar foi proferida pelo Juiz Antônio Augusto Balieiro, da 4ª Vara Cível da Comarca de Barra Mansa, determinando que a concessionária procedesse ao fornecimento da energia no prazo de 24 horas; intimada da decisão no dia 13/02/2017.

 

A Light estaria recusando cumprir a medida judicial, enquanto o débito de R$ 5 milhões não for quitado. “A conta de luz do município é de aproximadamente R$ 700 mil por mês. O prefeito (Rodrigo Drable) está fazendo um grande esforço para economizar energia e parcelar a dívida. As receitas da cidade não suportam pagar pela luz e pagar a dívida na atual situação financeira que o município se encontra”, explicou a secretária Educação, Flávia Sampaio.   

 

A secretária disse ainda que a Light não pode deixar uma creche com mais de 30 crianças sem energia elétrica. “Não podemos aceitar essa medida da Light em não ligar a energia elétrica. O ano letivo já começou e as crianças estão ficando sem aula e mães não tem onde deixar os filhos”, finalizou.

 

Comentários (Facebook)
Comentários (Site)
0 comentário(s)
Sem comentários postados
Comentar
* Nome:
* E-mail:
* Comentário:
Declaro expressamente que sou responsável pelo comentário. 
* Digite o código ao lado:
Tags
Enquete
Pergunta teste - N1
Resposta teste - N1
Resposta teste - N2